Estou Lendo: “Por Toda a Eternidade – Kristin Hannah”

Sinopse: Tully Hart é uma mulher ambiciosa, movida por grandes sonhos que, na verdade, escondem as lembranças de um passado de abandono e dor. Ela acredita que pode superar qualquer coisa ao esconder bem fundo os sentimentos de rejeição que carrega desde a infância… Até que sua melhor amiga, Kate Ryan, morre. Então, tudo começa a mudar para Tully, que se vê escorregando em um precipício cheio de memórias melancólicas e remédios para dormir…Dorothy Hart ? ou Cloud, como era conhecida nos anos 1970 ? Está no centro do trágico passado deTully. Ela abandonou a filha repetidas vezes na infância. Até que as duas se separaram de uma vez por todas. Aos dezesseis anos, Marah Ryan ficou devastada pela morte da mãe, Kate. Embora seu pai e seus irmãos seesforcem para manter a família unida, Marah transformou-se numa adolescente rebelde e inacessível em sua dor. Tully tenta aproximar-se de Marah, mas sua incapacidade para lidar com os sentimentos da afilhada acaba empurrando a menina para um relacionamento infeliz com um rapaz problemático. A vida dessas mulheres está intimamente ligada, e a maneira como elas vão rever seus erros e acertos constrói um romance comovente sobre o amor, a maternidade, as perdas e o novo começo. Onde há amor, há perdão…

Olá leitores do Contando Ideias! Como vocês estão? Espero que bem. Eu vou bem, melhorando a cada dia. Estou até lendo, olha que maravilha!

Comecei a ler despretensiosamente, como tenho feito nos últimos tempos, pois minha concentração não anda lá essas coisas, mas esse livro tem me surpreendido a cada página e quero falar um pouco dele para vocês.

Há anos atrás, uns 10, mais ou menos, eu tinha parceria com editoras de livros e entre elas a editora Novo Conceito que me presenteou com “Por Toda a Eternidade”. Ele estava na minha estante há anos e eu nunca tinha pego para ler, e somente essa semana já li quase 150 páginas das 400 que ele possui, rs.

O livro conta a história de Tully, uma jornalista de meia idade, em decadência, às voltas com a morte de sua melhor amiga e tendo que lidar com vários problemas de família, como sua rebelde afilhada Marah e o marido de sua falecida amiga, Johnny, que guarda uma mágoa muito grande dela. Um acidente de carro interrompe um possível recomeço em sua vida.

A autora escreve tudo de maneira sensível, magistral, nos prendendo a cada página. Eu estou amando! É mesmo uma linda volta ao mundo maravilhoso dos livros para mim 🥰

Imagem real de meu livro 😊

Se eu puder recomendar algo para vocês, recomendo que leiam Por Toda a Eternidade. Claro que ainda não sei o final, mas pelo belo desenrolar e a escrita perfeita de Kristin Hannah, será tão lindo quanto tem sido até agora 😊

Beijos a todos, ótimo dia 😘

Gordofobia

Olá leitores do Contando Ideias! Todos bem? Espero que sim.

Hoje vim falar de um assunto sério. Gordofobia é preconceito e preconceito é seríssimo né amados.

Como em outros casos de preconceito, muitas vezes vem travestido de elogio, com frases do tipo: “você tem um rosto tão lindo”, “ser gordo assim afeta a saúde”, “você não está gorda, está linda”.

A dica sempre será: se nada foi te perguntado, não dê sua opinião. A pessoa que está gorda, sabe que está, pode acreditar. Ela não precisa que você fale isso para ela. E se ela te pedir a opinião, seja sincero, fale com toda o carinho e educação que conseguir. Não minta. A gente sabe quando os outros querem apenas ser simpáticos 😉

Falando da parte feia da coisa, não existe uma lei que se refira exatamente à injúria contra pessoas gordas, mas isso pode ser enquadrado como crime contra a honra, caso a pessoa se sinta ofendida. O crime de injúria consta no art. 140 do Código Penal.

E quem disse que ser gordo é ser feio?

E você, me conta, já foi ofendido ou discriminado por alguma característica física sua?

Beijos queridos, até a próxima.